Mel

O mel trata-se de uma substância produzida e armazenada nas colméias pelas abelhas para servi-lhes de alimento (fonte de carboidratos).

A relação dos homens com as abelhas é bastante antiga, desde a pré-história há registros da utilização do mel pelo homem na sua alimentação. É comum também o uso medicinal do mel, porém a principal destinação dele é como fonte de alimento. No Brasil as pessoas o tratam de maneira diferente, utilizam-no mais como medicamento do que como alimento – o consumo de mel pelo brasileiro é muito baixo (200 g/habitante/ano), principalmente quando comparado com o outros países, que pode chegar a 1kg/ano por habitante.

Criação de Apis mellifera em caixas do tipo langstroth. ESALQ-USP, Piracicaba-SP.

Ninho de Apis mellifera. Piracicaba-SP.

O mel tem sua origem na transformação do néctar floral, o qual é coletado pelas abelhas no campo, armazenado em seu trato digestivo e transportado até a colméia. Durante a viagem ele passa por modificações químicas através da ação de enzimas digestivas. Quando a abelha coletora chega na colméia, esta é responsável por passar o “néctar” para  abelhas irmãs, as quais continuam em seu trato digestivo as transformações químicas do mel; após isso, ele será posto nos alvéolos (câmara de cera de base hexagonal), onde ficará armazenado e passará por transformações físicas (perda de água) e químicas. O mel estará pronto para ser retirado quando os alvéolos estiverem fechados com cera pelas abelhas.,

Abelha coletando néctar e pólen. Secundariamente este inseto realiza a polinização, atividade muito importante do ponto de vista ecológico e agrícola. Piracicaba-SP.

Favo sendo desoperculado para retirado do mel. Piracicaba-SP.

Existem vários tipos de mel, eles variam de acordo com a espécie da planta (eucalipto, laranja, assa-peixe, bracatinga) visitada pela abelha e com a espécie da abelha melífera. Sendo assim, há uma enorme variação na cor, gosto, viscosidade, aroma, propriedades medicinais, açucares, % de água, minerais, vitaminas. Logo a composição química do mel também é variável.

Mel da florada de Bracatinca. Observa-se uma coloração bastante escura.

Mel de coloração mais clara e totalmente cristalizado. Concluí-se que ele foi colhido no tempo certo e trata-se de um mel puro.

A respeito da cristalização do mel, muitas pessoas têm dúvidas e acham que o mel que cristaliza não é puro, portando adulterado. É justamente o contrário, o mel puro cristaliza homogeneamente, porém o processo de cristalização varia muito de acordo com a floração visitada pela colméia e com tipo de abelha melífera que o está produzindo.

Mel com cristalização desuniforme. Observa-se uma mistura da fase liquida e sólida, portanto trata-se de um mel adulterado.

Outra informação importante diz respeito à porcentagem de umidade do mel, quando ele é colhido antecipadamente (alta % de água no mel) a cristalização acontece em parte dele, sobretudo, a parte cristalizada deve ser homogênea para podermos certificar que o produto seja puro. A legislação brasileira aceita somente o mel de Apis mellifera com no máximo 20% de água, pois mais umidade que isso, aumenta-se a chance dele ser fermentado.

Observa-se que apenas parte do mel foi cristalizado. Isso indica que o mel tem muita água, pois foi colhido antecipadamente.

Caso queira descristalizar o mel , basta colocá-lo em banho maria por 10 minutos a uma temperatura de aproximadamente 50 ºC, temperaturas superiores a esta podem comprometer a qualidade do mel, pois há liberação de substancias tóxicas.

Por fim, o mel trata-se de uma substância bastante nutritiva, muito rica em açucares, vitaminas, minerais, entre outros. É uma pena que seja consumido em pequena quantidade no Brasil, ainda mais que o nosso território tem muito área ainda livre para a expansão da atividade apícola.

Para quem quiser se aprofundar mais no assunto recomendo este endereço: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/abelhas/mel.php

Felipe Furtado Frigieri

Anúncios

Sobre Felipe Furtado Frigieri

Engenheiro florestal graduado pela ESALQ-USP. Interessado em discutir temas relacionados a arborização urbana, restauração florestal de ambientes degradados, horta urbana, reciclagem, criação de abelhas nativas, entre outros.
Galeria | Esse post foi publicado em Conhecimento. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Mel

  1. andré elias disse:

    oi felipe tenho uma comeia de jatai dentro do muro da minha casa ja fiz de tudo para elas entra na caixa que eu fiz. que eu faso para elas entra na caixa.andre de sao paulo

    Curtir

    • Olá André.
      Somente quebrando a parede e retirando a colméia é que temos certeza da transfência. Do outro jeito, coloca-se a sua caixa com cera de jataí na entrada num local seguro do ataque de formigas e da chuva e tenta-se a sorte.

      Boa sorte,
      Felipe

      Curtir

  2. stribus disse:

    como funciona esse negocio de florada?
    como saber qual a florada que o mel foi feito?

    Curtir

    • Olá,

      o mel é originado do néctar produzido pelas flores, o qual é coletado e processado pelas abelhas. É comum encontrarmos para vender mel de eucalipto, laranjeira e silvestre. Nestes casos é por que o mel teve origem basicamente das flores destas plantas. Para obter um mel da flor do eucalipto, por exemplo, as colmeias são levadas até as plantações de eucalipto, obtendo-se um mel praticamente puro.
      Já um mel silvestre é resultado da florada de diversas flores, para saber quais espécies vegetais doaram o néctar para as abelhas, pode ser feito uma analise de pólen presentes nesse mel. Obs. cada planta apresenta um tipo diferente de pólen.
      um abraço,

      Felipe.

      Curtir

  3. Antonio Carlos da Silva disse:

    olá, comprei um pote de mel em um supermercado e, pelo aspecto, julguei ser mel de boa qualidade. No entanto, ao destampar o pote, senti um cheiro forte, parece cheiro de “cavalo” (?). A dúvida é: o mel pode ter um cheiro diferente?
    Abs
    Antonio

    Curtir

  4. carlos disse:

    olá, Felipe comprei um mel apiario siqueira numa loja na rua santa rosa em sampa, cheguei em casa fui pesquisar as informações eram falsas, coloquei iodo e ficou preto ta na gekadeira e não cristalizou, joguei a nota fora senão ia la pegar meu dinheiro devolta não compro mais nada lá eu acho que essas lojas antes de vender tem de saber a procedência eu avisei a loja e eles disseram que esse mel já teve problema, se vendem ainda é porque a loja também não presta.

    Curtir

  5. José Roberto Alves disse:

    Como faço para adquirir o mel de bracatinga?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s