Código Florestal: Carta a Senado Brasileiro, por Isis Akemi Morimoto

Abaixo segue a carta escrita por Isis Akemi em resposta a vergonhosa posição dos nosso deputados federais com relação as considerações atuais do Código Florestal brasileiro. Com o resultado final da votação ficou claro que eles estão interessados em representar o interesse apenas dos grandes agricultores e assim deixar de lado os anseios e necessidades reais da maior parte da população brasileira.

“[EcoDebate] Excelentíssimos senhores senadores e demais leitores desta carta…

Por favor, desculpem o tom agressivo em minhas palavras, mas é que nós, eu e o POVO BRASILEIRO, fomos agredidos!

Agredidos pelos deputados federais, que ignoraram o clamor de milhares de pessoas que pediam o adiamento da votação do PL 1.876/99 que altera (e também agride) o Código Florestal Brasileiro. Havíamos pedido adiamento não porque queríamos postergar a decisão sobre a proposta, mas sim, clamávamos por um pouco de bom senso dos nossos representantes parlamentares para que reconhecessem os absurdos do Projeto de Lei. Uso o termo absurdo, não por ser passional ou ambientalista extremista, mas porque a comunidade científica estudou, provou e publicou artigos com este parecer. E milhares de pessoas leram, concordaram e repassaram nas redes estas informações fornecidas por cientistas sérios, renomados, isentos de interesses escusos! A verdade é que o referido PL deveria ser arquivado, não adiado, muito menos aprovado!

Mas em geral, nós que nos importamos com a construção de uma sociedade melhor, estamos acostumados a não sermos ouvidos… somos pacíficos, comedidos, respeitadores, seguidores da não violência, … e pagamos um preço caro por isto:

– Nossas manifestações mal saem na mídia (Será que precisaríamos quebrar algo para aparecer?!);

– Damos a outra face, a outra vida, quando perdemos nossos mártires: Chico Mendes, Dorothy, Zé Cláudio, dentre tantos outros;

– Somos ridicularizados em programas de TV que só escutam o outro lado;

– Somos taxados de eco-chatos/biodesagradáveis, ou de urbanóides insensíveis às necessidades dos agricultores, ou contra-desenvolvimentistas atrasadores do crescimento do país, ou de manipulados por ONGs internacionais, ou dizem que preferimos salvar uma árvore ao invés de uma criança faminta… Por favor!!!!!!!!

Será que a falta de argumentos destes 410 deputados que apoiaram o Aldo Rebelo é tão grande quanto a do próprio? Que precisa inventar, mentir, manipular, apelar para inverdades sobre a vida pessoal dos seus opositores?

BASTA! Se é para atacar, então vamos lá!!!!! Vamos falar!

Falar que não engolimos, que não esqueceremos!!!!

– Não engolimos a postura da Rede Bandeirantes que veiculou o edital do Joelmir Beting… (http://bit.ly/iZtkL0) declarando que a votação foi uma “vitoria contra um radicalismo absurdo – que despreza a produção de riquezas”…

– Também não aceitamos a omissão (política) das outras emissoras, que mal tocaram no assunto, se abstendo a discutir as consequencias dessas mudanças no Código Florestal!

– Achamos simplesmente vexaminosa a postura de alguns deputados que declararam antes da votação, que se o PL não fosse votado logo, também não seriam aprovadas as verbas para as obras da Copa de Futebol! Isso é pura chantagem!!! (http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/05/lideres-vao-ao-palacio-do-planalto-resolver-impasse-na-pauta-da-camara.html)

– Não confiamos num possível veto vindo “da mãe do PAC”, que proibiu a distribuição do quite anti-homofobia porque a bancada religiosa ameaçou abrir uma CPI contra o enriquecimento rápido de seu “braço direito”!? Afirmação esta, baseada em notícia veiculada no inicio da manhã de 26/05/11 no Jornal Bom Dia Brasil e que depois tentou-se desmentir durante o resto do dia!

– E o pior dos desrespeitos… enquanto chorávamos a morte de duas pessoas inocentes que viviam do uso sustentável da floresta e por isto não queriam que ela acabasse, nos deparamos com vaias sarcásticas dos deputados quando a noticia é dada no plenário da Câmara?! Será possível?! (http://www.cartacapital.com.br/politica/?foi-grotesco?-diz-deputado-vaiado-ao-citar-na-camara-o-assassinato-de-ambientalistas)

Eles acham mesmo que já venceram, mas POR FAVOR, Senhores Senadores… não deixem passar o tal projeto!!!

Parafraseando Chico Buarque (mais uma vez): Pode ser a gota d’água!”

Isis Akemi Morimoto – Ecóloga, Analista Ambiental do IBAMA, doutoranda do Procam/USP, cidadã ofendida pela atitude de 410 deputados federais.

Anúncios

Sobre Felipe Furtado Frigieri

Engenheiro florestal graduado pela ESALQ-USP. Interessado em discutir temas relacionados a arborização urbana, restauração florestal de ambientes degradados, horta urbana, reciclagem, criação de abelhas nativas, entre outros.
Galeria | Esse post foi publicado em Tema Livre. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s