Arborizando Itapetininga

Há pouco mais de quatros anos convidei os amigos Lucas Marques, Francisco, Samuel Kato e José Vitor Serafim Diniz para plantar mudas de árvores nativas, produzidas por mim, nas praças de Itapetininga-SP.

A ideia desse plantio foi de contribuir com a arborização da nossa cidade, tornado-a mais verde e agradável.  Paralelamente a isso, a atividade proporcionou a nós um contato íntimo com a terra e a natureza. Acredito que ela criou sensações diferentes em cada um de nós e possivelmente ficarão gravadas para sempre em nossa memória. Além disso, a intervenção permitiu que participássemos efetivamente da construção da nossa cidade.

Quando as mudas crescerem, elas embelezarão a cidade, proporcionarão melhores condições de ar, tornarão a temperatura do local mais agradável, abrigarão a fauna, absorverão ruídos indesejados e armazenarão a da água da chuva em suas copas, facilitando assim, a infiltração do excedente no solo.

Plantar árvores de grande porte nos centros urbanos é extremamente importante, mas infelizmente, é pouco praticada.

Agradeço aos amigos que participaram desta e outras atividades em prol de uma cidade mais verde! Espero que em breve aconteçam outros plantios e que mais pessoas participem…

Pessoal plantando uma muda de paneira-rosa (Ceiba speciosa) há mais de 4 anos atrás. Da esquerda para direita Lucas Marques, Felipe Furtado Frigieri, Samuel Kato e Francisco.

Muda de palmito-juçara (Euterpe edulis) plantada. Esta espécie é nativa da mata atlântica, produz frutos que alimentam a fauna, é muito bela. Devido a extração não controlada do palmito, que a palmeira produz, ela encontra-se ameaça de extinção.  Diversos trabalhos tem sido feito para consolidar economicamente o plantio da juçara, objetivando a extração de polpa (similar ao açaí do norte), manejo sustentado do palmito e produção de semente e mudas.

Muda da paineira-rosa (nativa) plantada há mais de quarto anos atrás. A floração desta espécie é belíssima, tornando as cidades mais agradáveis.

Após 4 anos a paneira-rosa está deste tamanho.

Lucas Marques plantando uma muda de jatobá (Hymenaea courbaril) há mais de quatro anos atrás. O jatobá também é uma espécie nativa, produz frutos comestíveis e é considerado uma planta medicinal.

Hoje o jatobá está tamanho, cerca de 1,7 metros.

Gostaria de indicar esse vídeo a vocês! Chama-se O homem que plantava árvores.

Anúncios

Sobre Felipe Furtado Frigieri

Engenheiro florestal graduado pela ESALQ-USP. Interessado em discutir temas relacionados a arborização urbana, restauração florestal de ambientes degradados, horta urbana, reciclagem, criação de abelhas nativas, entre outros.
Esse post foi publicado em Arborização urbana. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Arborizando Itapetininga

  1. Flavio. disse:

    Olá! Felipe, parabenz pela iniciativa de ter plantado as mudas de árvores juntamente com seus amigos citados a cima, precisamos de pessoas como vocês para fazer a grande diferênça. Impressionante o video, o qual eu assisti, que força de vontade da quele senhor de idade e que história maravilhosa a respeito dele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s