Abelhas sem ferrão: a questão do manejo das lixeiras.

Dentro de uma colmeia de abelhas sem ferrão, é comum as operárias juntarem resíduos em certos pontos, formando o que chamamos de lixeiras. Durante certaa fase do desenvolvimento das abelhas operárias cabe a responsáveis por limpar, faxinar o interior do ninho, retirando abelhas mortas, resíduos, etc.

Para a remoção dos resíduos, as abelhas,  utilizam as mandíbulas para segurar os materiais e,  em seguida,  os jogam para fora da colmeia, mantendo assim o interior o mais limpo possível.

iraí

Abelha iraí (Nannotrigona testaceicornis). Reparem a abelha carregando uma bolinha amarela com a mandíbula, trata-se de resíduo que a operária está jogando para fora da colmeia. 

manduri

Retirada da lixeira de uma colmeia de manduri (Melipona marginata).

Podemos facilitar o trabalho das abelhas retirando esses materiais da colmeia com uma certa frequência, além disso,  estaremos evitando a acumulação de materiais com elevado potencial fermentativo, o que poderia atrair os forídeos – mosquinhas que adoram acabar com os enxames.

Felipe Furtado Frigieri

Anúncios

Sobre Felipe Furtado Frigieri

Engenheiro florestal graduado pela ESALQ-USP. Interessado em discutir temas relacionados a arborização urbana, restauração florestal de ambientes degradados, horta urbana, reciclagem, criação de abelhas nativas, entre outros.
Esse post foi publicado em Meliponicultura e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s